Grand Duke Besta the Smokerous of St Winifred by Winchelsea
Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2005

N o i t e

Assim que a noite


ganha mais espaço no escuro
e se alastra, como um mal,
caras indefinidas,
começam o jogo da vida
no meio das ruas.



Estes são errantes, aqueles iluminados,
alguns são tristes, outros desesperançados,
muitos tortuosos, alguns estilizados,
muitos demagogos, alguns são arrojados,
Estes muito jovens, aqueles alucinados.

Logo que a noite se faz arrepio,
infiltrando tudo, 
surge o prurido da vida
na flor da pele dos vampiros elegantes.

Todos tão calados, muitos conscientes,
Estes tão sedentos, muitos mais carentes,
todos com seus medos, alguns corpos ardentes,
pelos eriçados, membros já dormentes,
bocas mal fechadas, ilusões presentes.

Tão mal a noite ganha mais espaço,
saio pelas ruas, olhando as pessoas,
e... com inveja delas...


 


 


 


Dedicado ao amigo ferrus, para quem, pelos seus escritos, parece a noite também, dedilhar uma íntima corda no seu coração.


Com um abraço amigo....

publicado por wildbeast às 22:26
link do post | diz mal ou bem | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 16 de Dezembro de 2005 às 14:59
Todos nos temos uma porta e uma janela... Se limparmos todos os dias os vidros da janela ela espelhara um interior lindo e arrumado, mas quando, muitas vezes, abrimos a porta.... e mais nao digo! (peco desculpa pela falta de acentuacao)Stela
</a>
(mailto:clau@clau.pt)


De Anónimo a 11 de Dezembro de 2005 às 15:59
Vim fazer uma visita ao teu blog...e eis que
nada de novo encontro...o pastor tem que estar atento...!!
Alimentar em palavras o que nos preenche a alma!
Por brincalhona que seja.... sou sempre a mesma...talvez esteja a espantar os maus pensamentos! Compreendes-me e sabes...sei que sim!
Quando regressar...( não sei quando será)... gostaria de me deliciar com tudo o que tens de belo para nos encantar!
Um abraço amigo....
gesto.de.mulher
maria
</a>
(mailto:mariavaladas@hotmail.com)


De Anónimo a 8 de Dezembro de 2005 às 03:02
Bem...que és um poeta com P grande eu já sabia...
mas fiquei maravilhada com este poema!!
E com agrado...verifico que foi a homagenear o nosso outro...grande poeta " ferrus"!!
Wilbeast.........Tenho orgulho em ti!!

Abraço amigo..............gesto.de.mulhermaria
</a>
(mailto:mariavalada@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Dezembro de 2005 às 13:06
oi wild :) q inveja, um poema logo para o ferritus :)) xeira me a descricação de noite xatal, tou errada?? se tiver é pq a diferença entre o xatal e o real é minima ;)) tá excelente :)) xinhuuuuuuuuuuuuuuuus pa tu da lualuasol
(http://luamizade2.blogs.sapo.pt)
(mailto:juxana@clix.pt)


De Anónimo a 6 de Dezembro de 2005 às 00:28
É a noite q as "beast" saem dos seus covis e lá recolhem quando o sol desponta , depois de terem deixado a sua marca na noite.
Excelente como sempre Mr Wild.bapsi
</a>
(mailto:bapsimalone@hotmail.com)


Comentar post