Grand Duke Besta the Smokerous of St Winifred by Winchelsea
Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2006

Tango II


Chorava um acordeão


Num canto do bar.


Teu vestido vermelho


O cabelo preso numa flor,


E o tango falando de amor,


Contrastavam com o néon.


Nossos corpos em uníssono,


Num ballet tão sensual...


Movimentos em compasso,


Acompanhavam cada passo


Deste tango figurado,


Como um estranho ritual.


Batia o coração descompassado...


Teus lábios sensuais me enfeitiçavam,


Tuas mãos macias brincavam em mim


Como o vento brinca, namorando


As flores de um jardim.


Teus olhos escuros, meio ciganos,


Insinuavam promessas,


Dessas, que misturam


Amor, desejo, paixão e mais, muito mais...


Um perfume no ar…


E abraçado ao violino


Solitário bailarino,


O acordeão a chorar


Um velho tango de amor,


Naquele canto de bar...

publicado por wildbeast às 00:38
link do post | diz mal ou bem | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2006 às 23:48
hummm..bestinha????nao me parece com tantos sentimentos escritos e sentidos...
Parabens adorei e voltarei sempre ...sempre
bestinha beijinhos no teu coraçao das *tuas* tatys :)
taty
(http://spaces.msn.com/tatysonhos2/)
(mailto:tatianaferraz_33@hotmail.com)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2006 às 10:03
A dança proscrita, assim a consideram. A sedução e sensualidade a ela associada tornaram-na tão apetecível como odiada. Eu ADORO! Amigo, ganhou vida o tango com as tuas palavras, esses passos de dança que aí colocaste...Parabéns! Um enorme abraço!ferrus
(http://ferrus.blogs.sapo.pt)
(mailto:ferrus1@gmail.com)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2006 às 18:15
A dança da sedução, onde quem parece o mais fraco é na realidade o que conquista...
Um beijoelasorriu
</a>
(mailto:emmep@sapo.pt)


Comentar post