Grand Duke Besta the Smokerous of St Winifred by Winchelsea
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

Beija-flor I

Beija-flor, verde, senhor dos planaltos,

À luz d’alva, tocado por um dedo de Sol,

Que acaricia o seu ninho singelo e fino,

Levanta-se no ar, como se uma brisa fosse…

 

Paira sobre os regatos frescos,

Saltita nos bambus delgados,

Admira as papoilas reluzentes,

Abre as asas, curioso brincalhão…

 

Desce então, sobre a flor mais bela,

Levita, bebendo amor na pétala pura,

Que destrói, pensando amá-la…

 

Nos teus lábios puros, meu amor

Também a minha alma quis morrer,

Naquele primeiro e terno beijo…

publicado por wildbeast às 23:30
link do post | diz mal ou bem | favorito
|
1 comentário:
De Brisa do rio a 1 de Outubro de 2007 às 03:03
Sereno... harmonioso...preenchente... marcante!
Delicioso... :) um beijo de uma alma que se renovou...


Comentar post

cusca à vontade

 

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30
31


palavras fugidas

. . .

...

É Natal

Beija-flor III

Beija-flor II

Beija-flor I

A vida... escrita

Tormenta de existir

A dor da tristeza

Até que o sol rompa

gavetas da cómoda

Maio 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

por onde descanso a alma

Foros GratisHostingphp nukeAnuncios Clasificados GratisLibreria