Grand Duke Besta the Smokerous of St Winifred by Winchelsea
Quinta-feira, 30 de Março de 2006

Violino

Um pungente violino chora,

Num gemido que me prende…

Toca, por favor, dança para mim.

Não quero adiar-te mais…

 

Notas etéreas vogam nas tuas cordas,

Acariciantes, quais mãos de amante.

Música sensual… toque de um anjo,

Caminho sereno, para o sonho.

 

Abraça-me num amplexo de prazer,

Chama-me… Anseio o teu sinal.

Tenta o meu coração solitário, e,

Toca… dança a minha melodia…

 

Célere, rápida, a música foge

Sem compaixão, a corpo ou alma…

Sedutora de solitárias dores,

Dança… toca até final…

 

Caras rodam, enquanto danço com paixão…

Relâmpagos de fogo, nas esquinas de meus olhos…

O violino toca, como nunca antes tocou…

E torno-me eu… e a solidão, desaparece…

 

Com um gemido final, um toque final,

Desfalece o violino, a música morre…

Deixando para trás, um vazio… Mas…

Encontrar-te-ei de novo… violino amigo...
publicado por wildbeast às 22:13
link do post | diz mal ou bem | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Março de 2006

Melancolia

Deitei-me junto ao mar,

Imenso na sua azul monotonia…

Nuvens paradas nos céus,

Uma vela no horizonte.

 

Sobre as areias da praia,

A espuma cinzenta morria…

Andorinhas delicadas esvoaçavam,

Morria o dia, lentamente…

 

Uma criança, as ondas beijando-a,

Lançava pedras às águas murmurantes…

Porque não fazer como ela, e,

Lançar minhas penas ao mar?

 

Enfim, largar essas velhas penas

No mais profundo abismo…

Mas, com tantas penas assim…

O meu coração… estava longe…

publicado por wildbeast às 22:24
link do post | diz mal ou bem | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 25 de Março de 2006

Guardadores da noite

 

Aproximas-te da noite,

Dedos escaldantes, expressão serena…

Guardas o fogo, até que se extinga.

Criança que guardas

A estrela polar.

 

Eu sigo-te…

Há muitas luas,

Por entre às aguas coleantes

Dos palácios de Outono

E dos jardins de Inverno.

 

Caminhas sobre os carvões

Ardentes, do mar…

Sobre as folhas caídas

Das nuvens douradas…

 

Pelas cidades em ruínas

Tal como eram antes…

Sobre as pedras polidas

Do sol no poente.

 

E rimos…

Rimos à gargalhada,

Diante dos espelhos

Quebrados…

 

Estilhaçados…

 

E choramos também…

 

Na noite que,

Como a Fénix,

Renasce das cinzas…

 

E que, com a sua magia negra,

Nos faz… desfalecer…

publicado por wildbeast às 21:36
link do post | diz mal ou bem | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Março de 2006

Ao dizer adeus

(foto de Rolf Hicker)

 

Tão suave

O leve toque

Dos teu lábios

No meu queixo.

Seria eu um intruso?

"Olha por ti", disse-te...

Mas devia ter-te dito

"Amo-te"...

O avião levantou,

Voou sobre a minha cabeça

E gritei o meu amor

Por cima do ruído

E da tempestade

Como se pudesses ouvir-me...

Por entre as nuvens

Nos meus olhos,

Vi-te partir, e...

Desejei ter nascido

Com asas.....

publicado por wildbeast às 00:29
link do post | diz mal ou bem | ver comentários (6) | favorito
|

...

R E A B R I U

                        COM A MESMA 

                                                   G E R Ê N C I A

Pela paciência, pelos comentários....


                                   Obrigado
publicado por wildbeast às 00:24
link do post | diz mal ou bem | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Março de 2006

...

ENCERRADO INDEFINIDAMENTE...


TANTO PODE SER POR UM DIA...


COMO DEFINITIVAMENTE...

publicado por wildbeast às 02:25
link do post | diz mal ou bem | ver comentários (9) | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Março de 2006

Mamilla

Segurar, com delicadeza,

Uma rosa vermelha,

Espreitando de uma

Rosa branca.

Morder, uma cereja,

De graça dupla,

Nascendo de um lírio.

Saborear um morango,

Maduro, suculento,

Dormindo no creme.

Acariciar rubis corando,

Saindo de nacaradas

Pérolas orientais...

Assim desejo

Cada mamilo...

De teus seios...

publicado por wildbeast às 23:31
link do post | diz mal ou bem | ver comentários (2) | favorito
|

cusca à vontade

 

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30
31


palavras fugidas

. . .

...

É Natal

Beija-flor III

Beija-flor II

Beija-flor I

A vida... escrita

Tormenta de existir

A dor da tristeza

Até que o sol rompa

gavetas da cómoda

Maio 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

por onde descanso a alma

Foros GratisHostingphp nukeAnuncios Clasificados GratisLibreria