Grand Duke Besta the Smokerous of St Winifred by Winchelsea
Domingo, 5 de Agosto de 2007

Até que o sol rompa

 

 

Nunca vi uma noite tão longa, tão silenciosa, como esta…

Um vento frio sussurra o teu nome por entre os pinheiros

Enquanto as nuvens nocturnas correm por um céu sem estrelas…

Deus, criaste o dia… o diabo desenhou esta noite.

 

Esta noite, as minhas memórias cavalgam sem freio,

Assaltam-me pensamentos, do que fiz, do que disse,

Do que poderia ter-te dito… do que não disse…

Porque não adivinhei que iria doer tanto?

Porque nunca esperei que te fosses…

 

À janela, olho a noite sem fim…

As nuvens e o vento foram-se. Só ficou a lua

E os altos e escuros pinheiros gritando ao céu de ébano…

Uma coruja pia… o meu coração sangra.

 

Esta noite, o vinho escorre-me dos lábios,

Espesso, escuro, como sangue…

E depois? Que farei, enquanto espero a manhã?

Enquanto espero que o sol rompa e me dê alento

Para esperar a próxima noite longa…

 

 

Esta noite fico sentado ao teu lado, Mãe…

Feliz aniversário…

publicado por wildbeast às 00:10
link do post | diz mal ou bem | favorito
|
5 comentários:
De Toque De Seda a 5 de Agosto de 2007 às 19:43
(Há palavras que não necessitam ser "ditas"...quem nos quer bem...ouve-as nos nossos silêncios).

Um beijo em mais um aniversário...Muitos mais com Paz na Alma e na pele.


De minizinha a 5 de Agosto de 2007 às 23:29
Se pudesse faria com o sol rompesse até de noite.
beijo


De Lisa a 12 de Agosto de 2007 às 03:02
As mães têm o dom de saber o que os filhos não dizem mas sentem, por isso nunca esqueças que a tua, soube e sabe o amor que tens por ela... é Incondicional! Tal como o dela, por ti...
As saudades são sempre muitas, mas certamente se estiveres atento... saberás quem se senta todas a noites ao pé de ti e vela pelo teu sono (estejas onde estiveres...)
Parabéns ao filho pelo aniversário, parabéns à mãe que conseguiu educar um filho de personalidade muito forte, temperamental, mas de uma sensibilidade muito especial. Um beijo


De ferrus a 30 de Agosto de 2007 às 22:29
As palavras soam a vento nestas alturas...refrescam-nos muito ao de leve, como aragens, mas sem nos dissipar o calor. Por isso mesmo, amigo, deixo somente um abraço solidário.


De gata a 30 de Novembro de 2008 às 22:28
Escolhi este poema para deixar aqui o meu Beijo.


Comentar post

cusca à vontade

 

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30
31


palavras fugidas

. . .

...

É Natal

Beija-flor III

Beija-flor II

Beija-flor I

A vida... escrita

Tormenta de existir

A dor da tristeza

Até que o sol rompa

gavetas da cómoda

Maio 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

por onde descanso a alma

Foros GratisHostingphp nukeAnuncios Clasificados GratisLibreria