Grand Duke Besta the Smokerous of St Winifred by Winchelsea
Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2005

A morte da Besta

As nuvens corriam sobre a lua inflamada


Como de um incêndio se vê fugir o fumo...


E os bosques estavam negros até ao horizonte.


Caminhávamos sem falar, sobre a folhagem húmida,


Na bruma espessa das altas colinas,


Quando, sob as agulhas dos venerandos pinheiros,


Reparamos nas longas garras cravadas


Por lobos viajantes que nos precediam.


Escutamos, retendo a respiração,


Passo suspenso... Nem o bosque, nem a planície


Exalavam um suspiro nos ares... Somente


As nuvens giravam altas no firmamento...


E o vento bem alto sobre as terras


Não aflorava senão com as suas vestes longas


As altas torres solitárias e os carvalhos d’antanho...


De repente, vimo-lo....


A fera solitária, a besta negra, o demónio...


O pobre lobo estava morto...


Estendido sobre as folhas do solo que amou,


Morto pela fúria e raiva duma besta maior


Que Deus criou...

publicado por wildbeast às 00:12
link do post | diz mal ou bem | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 2 de Dezembro de 2005 às 02:04
Ora sim senhor.....como nºao tinha sono...vim dar um a espreitadele...e eis que vejo mais
um trabalho do " padtonhor dos sonhos"!!!
Parabens pelo título do blog....
Parabens por tudo o que escreve....fico deliciada
Como disse alguém no chat...há blogs e blogs.....e este prima pela beleza e pela sensibilidade dos textos e dos poemas....
Abraço amigo............
..........................gesto.de.mulher
maria
</a>
(mailto:mariavaladas@hotmail.com)


Comentar post